O medo de ir ao dentista acabou

Robot pedagógico com tecnologia piezoelétrica

Ninguém gosta de ir ao dentista, muito menos as crianças pequenas. Para facilitar aos futuros dentistas e assistentes dentários a convivência com as crianças durante o tratamento odontológico, a empresa japonesa tmsuk desenvolveu um robô humanóide que simula de forma realista o comportamento das crianças pequenas durante este tratamento, incluindo os movimentos inquietos, os sobressaltos ou o fecho da boca. Os movimentos realistas do manequim são gerados por reguladores de pressão proporcionais com tecnologia piezoelétrica.

Quase ninguém o espera: durante muitos tratamentos dentários, as crianças pequenas podem sofrer quedas de pressão, sobressaltos ou perdas de consciência e, inclusive, chegar a estados físicos muito críticos. Por isso, é ainda mais importante que a formação dos dentistas e respetivos assistentes dentários os preparem para a inquietação e o medo das crianças pequenas durante o tratamento dentário. Desta forma, a utilização de um robô de simulação é mais do que razoável, uma vez que não é possível utilizar seres-humanos para a formação em odontologia e cirurgia oral.

Robô pneumático

A empresa japonesa tmsuk já lançou para o mercado uma gama de robôs de serviço, como robôs de transporte e robôs para o cuidado de idosos. Como acontece com muitos robôs clássicos, todos estão equipados com atuadores sem haste. Agora, a empresa continua a sua evolução pela área da simulação médica com robôs pedagógicos. O robô chamado Pedia_Roid é utilizado para simular as crianças pequenas que são submetidas a tratamentos dentários, mede 110 cm e pesa 23 kg, o que equivale ao peso de uma criança de cinco anos.

O Pedia_Roid é pneumático, uma vez que os alunos e estagiários têm por vezes que fixar os membros do manequim robótico durante as simulações de tratamento. Nos atuadores elétricos, isto poderia danificar o redutor e os fusos. Neste caso, a pneumática é mais robusta e flexível do que a tecnologia de atuadores elétricos.

Movimentos suaves com tecnologia piezoelétrica

Movimentos suaves com tecnologia piezoelétrica. Os movimentos suaves e realistas só são possíveis com a tecnologia piezoelétrica. Esta tecnologia é a base dos reguladores de pressão proporcionais VEAA e VEAB da Festo utilizados no robô. Controlam a maioria dos 24 cilindros pneumáticos do robô, que proporcionam os movimentos aparentemente reais de braços, pernas e dedos, bem como da boca, pálpebras e íris. Silenciosos e com baixo consumo de energia, os reguladores de pressão proporcionais permitem simular comportamentos semelhantes aos dos humanos. Ao contrário das válvulas solenoide pneumáticas clássicas, não emitem qualquer ruído ao comutar, uma vez que o transdutor de flexão se move livremente e sem ruídos de impacto.

"Sem a tecnologia piezoelétrica utilizada pela Festo nos reguladores de pressão proporcional, não teríamos conseguido criar este robô humanóide", explica Yusuke Ishii, diretor da tmsuk. Os reguladores de pressão proporcionais VEAA/VEAB são válvulas de 3/3 vias com um sensor de pressão e eletrónica de comando. Comparativamente às válvulas solenoide, as válvulas proporcionais com tecnologia piezoelétrica praticamente não precisam de energia para manter o estado ativo graças ao seu princípio capacitivo. A válvula piezoelétrica funciona como um condensador: só precisa de corrente no arranque para carregar a cerâmica piezoelétrica. Para manter o seu estado não precisa de mais energia. Consequentemente, as válvulas também não aquecem. As válvulas piezoelétricas consomem até 95% menos energia do que as válvulas solenoide, que requerem uma corrente elétrica permanente.

Longa vida útil, requer pouco espaço

Graças à sua construção, os reguladores de pressão proporcionais VEAA/VEAB são resistentes ao desgaste e alcançam um elevado número de ciclos. Os VEAA e VEAB oferecem grandes vantagens em aplicações de regulação de pressão com um baixo ou muito baixo consumo de ar nos cilindros, bem como em aplicações que requerem uma grande dinâmica, como os robôs Pedia_Roid. A construção compacta destas válvulas proporcionais combina uma montagem que poupa espaço com um peso próprio reduzido.

Os primeiros 50 robôs do mundo para a formação da odontologia estão em fase de planeamento da produção antes de serem utilizados em universidades e faculdades no Japão, no Sudeste Asiático e no Médio Oriente. Outras regiões do mundo virão em seguida.

Sobre a tmsuk:

A empresa japonesa tmsuk company limited propôs-se desenvolver robôs de serviço que auxiliem as pessoas em contextos médicos e em zonas de catástrofes. Com sede na ilha de Kyushu, a que está mais a sul entre as quatro principais ilhas do Japão, a empresa foi fundada em 2000 e conta com 24 trabalhadores e uma filial em Taiwan.

www.tmsuk.co.jp

novembro 2020

Visão geral