Precisão e exatidão na manipulação de líquidos

Parte 1: Como avaliar e otimizar o desempenho dos sistemas de manipulação de líquidos

Um processo-chave na automação laboratorial é a distribuição de alíquotas de líquidos, por exemplo, com a ajuda de manipuladores automáticos de líquidos. A avaliação do desempenho dos sistemas de manipulação de líquidos é importante tanto para os técnicos de laboratório como para os fabricantes de tecnologia de manipulação de líquidos. Os pontos de referência para avaliar o desempenho da distribuição são a precisão e a exatidão.

Qual é a diferença entre precisão e exatidão?

Quando um manipulador de líquidos fornece uma série de alíquotas de líquido, os volumes de líquido correspondentes desviam-se sempre ligeiramente do volume-alvo previsto. Os desvios podem ocorrer tanto em termos de precisão como de exatidão.

A precisão é uma medida do grau de variação dos volumes medidos individualmente com relação entre si dentro de um ciclo de distribuição. É uma medida de reprodutibilidade volumétrica durante a distribuição de alíquotas de líquidos. Frequentemente, expressa-se em termos de coeficiente de variação (CV), que é definido como a relação entre o desvio padrão e o valor médio da respetiva série.

A exatidão descreve o desvio do volume de distribuição efetivo em relação ao volume-alvo de distribuição. Por exemplo, se o utilizador quiser distribuir um reagente com um volume-alvo de 100 nl e o distribuidor fornecer um volume real de 103 nl, a exatidão é de +3 nl ou +3%.

Em poucas palavras, a precisão descreve o erro aleatório ou a proximidade dos respetivos volumes de alíquotas. Enquanto a exatidão descreve o erro sistemático ou a proximidade da média das alíquotas do volume-alvo.


Gostaria de otimizar o seu processo de manipulação de líquidos e precisa de ajuda?

Teremos todo o prazer em ajudá-lo. Rápido e sem complicações. Só tem que preencher o
formulário de contacto deste website. Aguardamos ansiosamente a sua mensagem!

Visão geral