A utilização do método Scrum no setor industrial

Esta metodologia ágil permite simplificar projetos complexos graças à divisão por etapas, ao trabalho colaborativo e ao acompanhamento contínuo

As metodologias ágeis estão a ganhar presença no mundo empresarial, porque se concentram na otimização dos recursos e permitem potenciar as virtudes de cada membro da equipa com o foco colocado na concretização de um objetivo comum. Uma das formas mais populares e simples de implementar é o Scrum, seja em design industrial, produção ou em processos de melhoria contínua, já que permite aumentar a produtividade graças à gestão eficiente dos projetos.

O Scrum baseia-se no trabalho colaborativo. Com a aplicação de uma série de boas práticas, é possível alcançar o melhor resultado possível num projeto, dividindo-o em etapas curtas, de duas ou três semanas de duração, em que em cada uma delas cada membro da equipa deve executar determinadas tarefas antecipadamente para obter-se resultados conjuntos.

Uma das principais vantagens desta metodologia é que permite simplificar ambientes de trabalho complexos. Fá-lo por meio da priorização de tarefas e uma supervisão constante focada na otimização do tempo e na qualidade do processo. Desta forma, com Scrum podemos medir o tempo que cada trabalho exige, realizar ajustes sobre o funcionamento e oferecer ao cliente previsões de entrega realistas.

Em que tipo de projetos é útil aplicar o Scrum?

A metodologia Scrum é muito útil para a obtenção de resultados em pouco tempo, em situações de requisitos variáveis, no desenvolvimento de produtos, e para resolver problemas como:

  • Erros e atrasos nas entregas.
  • Custos elevados.
  • Baixa qualidade.
  • Falta de competitividade.
  • Desmotivação da equipa.
  • Ineficiências sistemáticas.

As fases da aplicação do Scrum

O ponto de partida do trabalho por meio do Scrum é a lista de objetivos fixada pelo cliente. A equipa que estará a cargo do desenvolvimento do projeto define as etapas em que será dividido e divide as tarefas de modo que as potencialidades de cada integrante sejam aproveitadas ao máximo para concretizar os objetivos estabelecidos em cada fase.

A rotina diária começa com uma breve reunião de alinhamentos em comum, na qual, se necessário, são realizados os ajustes pertinentes para que se desenvolva em conformidade com o calendário acordado com o cliente. Para isso, cada membro da equipa deve perguntar-se o que fez desde a reunião anterior para ajudar os restantes a alcançarem os objetivos, o que vai fazer em seguida e que obstáculos surgiram ou podem surgir. O líder do grupo ou Scrum Master encarrega-se de conduzir estes encontros e contribuir com soluções para os bloqueios que aparecem.

Uma das principais características das metodologias ágeis e, por isso, também do Scrum, é a comunicação fluida com o cliente, que participa no acompanhamento do projeto para redefinir, sempre que necessário, os objetivos de cada fase, sem perder a visão global e o foco no objetivo final.

Como mencionado, a principal particularidade do método Scrum é a definição de etapas de trabalho curtas, que exijam agilidade nos processos e flexibilidade para incluir alterações sobre o funcionamento. São como os elos de uma cadeia, se forem bem interligados, formarão um conjunto sólido. Antes de passar para o seguinte elo, no último dia de cada fase é realizada uma reunião, na qual são apresentados ao cliente os resultados obtidos e é revisto todo o trabalho realizado, incluindo os imprevistos ocorridos e de que forma foram superados.

As vantagens da metodologia Scrum

Aplicar metodologias ágeis de trabalho no contexto industrial tem sentido porque dão valor acrescentado ao produto final. Produtividade, eficiência e otimização de tempo e custos é o que todas as empresas procuram, e mais se tal se traduz em maior qualidade. Entre as vantagens que mais se destacam encontram-se:

  • Qualidade do produto. O acompanhamento contínuo do processo, a comunicação fluida com o cliente, os reajustes imediatos para superar obstáculos e a medição dos resultados por meio de ferramentas específicas obtêm a recompensa de um produto final de grande qualidade.
  • Cliente satisfeito. O intercâmbio de informação e a participação ativa no desenvolvimento do projeto geram confiança, o principal elemento para conseguir a satisfação dos clientes.
  • Maior controlo. Trabalhar em objetivos concretos a curto prazo, com o acompanhamento diário de cada tarefa e o contacto permanente entre todos os membros da equipa aumenta o controlo sobre o produto em desenvolvimento.
  • Menos risco. Na metodologia Scrum, tudo se mede. Graças às novas tecnologias, são recolhidos todos os dados necessários para detetar qualquer desvio sobre os objetivos estipulados e, assim, poder corrigi-lo. Além disso, o trabalho por etapas permite aplicar alterações sem que represente sobrecustos.
  • Retorno rápido do investimento. Se o desenvolvimento do projeto for ágil, o produto final estará pronto para a sua entrada no mercado antes do que se tivesse sido seguido um método de trabalho tradicional. Por isso, o retorno do investimento também será mais rápido. No entanto, não nos referimos apenas a tempo, mas também a competitividade: Scrum favorece a inovação, pois permite incorporar melhorias contínuas em função das demandas e tendências do mercado.

Artigos interessantes

Visão geral