SupraMotor da Festo: motor compacto de garra supercondutor e com refrigeração em corpo sólido

SupraMotor

Motor compacto de garra supercondutor e com refrigeração em corpo sólido

Para além dos conceitos de automatização com tecnologia de supercondutores para aplicação industrial, também estamos a investigar atuadores supercondutores. Em 2018, apresentámos pela primeira vez o suporte tecnológico SupraMotor, um motor de garra supercondutor com refrigeração em corpo sólido. É caracterizado por um design muito compacto, um elevado binário de retenção e uma refrigeração direta elétrica duradoura.

Transporte de eletricidade sem perdas

O atuador usa o efeito de que a eletricidade é transportada sem perdas dentro de um supercondutor adequadamente refrigerado. Isso permite que um forte campo magnético seja gerado com correntes muito altas. O SupraMotor possui uma grande capacidade de sobrecarga e é adequado para aplicações em operação contínua. Graças às bobinas supercondutoras e sem resistência, é quase impossível ocorrer um sobreaquecimento.

Baixo consumo de energia

O motor funciona de forma particularmente eficaz a baixa velocidade com binários muito altos. Se uma carga tiver de ser mantida, o atuador não consome energia, mesmo com o binário máximo de retenção. No geral, o requisito de energia é baixo: enquanto a potência de saída do motor está na faixa de dois dígitos de quilowatts, este precisa apenas de energia na faixa de três dígitos para a refrigeração.

Atualmente, o motor só pode ser operado com correntes de fase baixas, uma vez que os materiais ferromagnéticos disponíveis até ao momento não podem absorver densidades de fluxo magnético maiores. No entanto, através de trabalhos de pesquisa adicionais, poderiam ser examinados novos conceitos e materiais que pudessem esgotar totalmente a capacidade de carga de corrente de mais de 100 amperes do supercondutor.